Ritual da palma de Santa Rita contra ciclos repetitivos


NOMES POPULARES: Gladíolo, Palma, Palma-de-Santa-Rita.

ORIGEM: Ásia, África e Mediterrâneo.


Diz a lenda, que um comandante romano, ordenou que dois guerreiros se tornassem gladiadores e o vencedor em uma disputa, se casaria com sua filha. Mas, os dois guerreiros eram muito amigos e decidiram em honra deste amor fraternal não lutar.


Foram colocados um de frente para o outro e  na vibração de romper um ciclo que se repetia muitas vezes, por conta da vontade do comandante de casar sua filha,  colocaram suas espadas no chão; ajoelharam- se um de frente para o outro e encostaram suas cabeças uma na outra, mas a multidão querendo ver sangue e luta, acabaram por ceifar a vida dos dois guerreiros e grandes amigos. A filha do comandante ficou sem o amor de um gladiador e onde os dois caíram, começaram a brotar os Gladíolos. O Gladíolo, ou Palma de Santa Rita é considerado símbolo da amizade, fidelidade, memória e nobreza. Muitos pensam que quando as folhas e flores da Palma da Santa Rita secam, que a planta morreu. Mas o bulbo apenas encerrou um ciclo de vida e ele permanece lá, para renascer e nos presentear com novas floradas.


Você pode estar se perguntando, qual é a simbologia dessa história? Quantas vezes você deixou de seguir a sua verdade e entrou nos ciclos de repetição? Para se encerrar um capítulo, virar a página é necessário sentirmos o que chamamos de “dor na consciência”, pois a nossa consciência está ligada à todas as pessoas ao nosso redor e nem sempre o que trazemos como a nossa verdade é aceito pelo outro, como o comandante desta lenda, que desejou algo para sua filha. Mas, os guerreiros seguiram a sua verdade e toda a verdade é como o bulbo debaixo da terra, só está esperando o momento para florescer e nessa nova florada, as pessoas ao seu redor, vão sentir a verdade, porque essa verdade o torna mais belo, mais equilibrado, mais feliz e mais dono de si.


Ritual da Palma de Santa Rita

Esse ritual é para que você seja fiel à sua verdade.


Ingredientes:

3 palmas de Santa Rita da cor que intuir

1 tesoura usada

1 vela da cor da palma

1 prato branco

2 litros de água


Preparo:

Escolha uma bancada ou mesa que fique na altura de sua cintura para cima. Esse ritual não pode ser feito sobre uma superfície que fique abaixo da sua cintura. Primeiro coloque o prato branco na mesa ou bancada e dentro dele, a vela. Do lado direito do prato a tesoura aberta. Do lado esquerdo do prato, as 3 palmas na cor que intuir. Acenda a vela e reze a oração:


Oração Contra Ciclos Repetitivos

Sagrada força que rege as leis do universo, a vida é a nossa grande mestra. Mas, necessito abandonar a forma de pensar, porque ela me acorrenta às dificuldades e aos processos e duvido seriamente que eu saiba como romper essas correntes. Necessito de força para crer na voz que vem até mim, pois sei que é a âncora que irá fazer como num navio, meus pensamentos cessarem. Neste momento como um guerreiro que ajoelha, fraco, mas não covarde, porque estou diante de vós, com o coração fadigado de tanto repetir os mesmos erros. Preciso me retirar do campo de combate da vida, para ser acolhido na paz dos pensamentos, na felicidade do sentir a vida, mesmo dentro das tempestades diárias e trazer o novo ciclo, através do rompimento do antigo ciclo. Eu evoco as minhas forças, aos poderes da luz, que estão acima de mim, para que atuem em mim, firmando e ancorando, através de minha mão direita o corte do ciclo que me acorrenta.

(Cortar cada palma em três partes, com a mão direita e enquanto corta dizer o que quer cortar na sua vidaColoque as palmas cortadas ao redor do prato e diga três vezes as palavras abaixo.)

“Eu me liberto das minhas limitações, resgatando em mim a força do guerreiro (a) interior.”

Que assim seja e assim se concretize.


No dia seguinte, o que sobrou da vela descarte no lixo. Coloque os dois litros de água para ferver; quando a água estiver em ponto de fervura coloque os pedaços da palma que estavam no prato. Desligue o fogo, tampe a panela, deixe amornar e coe. Descarte os resíduos da palma no lixo e após o banho de limpeza jogue o preparo da cabeça aos pés. Esse ritual pode ser repetido após 15 dias.

726 visualizações

© 2020 por Marcia Moraes todos os direitos reservados

politica de privacidade