Uma parte da minha história | Marcia Moraes

Atualizado: 1 de fev. de 2021

Olhar para o passado, especificamente o ano de 2005, é enxergar medos e bloqueios, a falta de crença no Deus dos homens, e entrar novamente no labirinto que foi minha vida. Não me recordo exatamente onde e quando tudo começou ou despertei para o que eu chamo hoje da Nova Visão. Nasci de pais não religiosos, aliás, eu nem acreditava em Deus, para mim o Universo nasceu de uma grande explosão e o surgimento da raça humana se explicava pela teoria de Darwin.

Com 8 anos de idade sofria com crises de amigdalite acompanhadas de febre muito alta e pesadelos, estas foram as minhas primeiras experiências com seres que eu nem queria me lembrar, pois a simples lembrança me trazia muito medo. Mas, medo do que Márcia Cristina? Referência ao modo que minha mãe me chamava quando queria impor a seguinte frase: "estou perdendo a paciência".

Medo? Do que? Se eu não acreditava em nada? Mas, morria de medo de algo que nem eu sabia como definir. Fui crescendo no seio de uma família meio que diferente pelos padrões familiares da época, meu pai negro se apaixonou por uma mulher que já era casada e tinha 2 filhos, minha mãe.